Tradução em andamento do livro “A Dispensational or a Covenantal Interpretation of Scripture - Which is the Truth?” por Bruce Anstey
Este livro encontra-se em processo de tradução, portanto para uma leitura mais ordenada sugiro que comece pela postagem mais antiga no Arquivo da coluna da direita.

2 SAMUEL 15-19

Davi é um tipo de Cristo. Ele era o rei de Israel por direito (1 Sm 16:13), mas Absalão se levantou e por meio de seus  estratagemas levou a nação a rejeitar a Davi. Do mesmo modo Satanás levou os judeus a rejeitarem a Cristo (Jo 8:44; Lc 22:53). Em rejeição, Davi deixou a cidade de Jerusalém e a terra da Judeia cruzando o ribeiro de Cedrom, indo a “um lugar distante” (2 Sm 15:17). Isso representa o Senhor suspendendo temporariamente suas tratativas com Israel e voltando ao Seu Pai (Jo 16:28). Durante o tempo da rejeição de Davi muitos gentios se identificaram com ele (2 Sm 15:18-22; 17:27-29). Isso nos fala da fé que tem sido encontrada entre os gentios nos dias de hoje durante o chamado da Igreja (At 13:48; 15:14; 28:28; Ef 2:11-13). Seguir a Davi, que foi rejeitado, significa terem de compartilhar de sua rejeição (2 Sm 15:22-17:29). De modo similar, o Senhor disse: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim... Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.” (Jo 15:18, 20).

Davi aguardou por sua oportunidade de retornar a Jerusalém e colocar as coisas em ordem em Israel. Chegou o momento quando aconteceu uma grande batalha, e os homens de Davi venceram os homens de Absalão, e Absalão foi morto e seu corpo lançado “numa grande cova” (2 Sm 18:17). Isso é uma figura de Satanás sendo lançado no “abismo” (Ap 20:1-3). Enquanto se preparava para retornar à terra de Israel, Davi enviou mensageiros diante de si para provocar o povo tendo em vista o fato de que estava para retornar (2 Sm 19:13). Isso é uma figura dos mensageiros do Evangelho do Reino sendo enviados pelo Senhor para pregar à nação, anunciando que o Rei está voltando (Mt 10:23; 24:14). Isso “moveu o coração” dos “homens de Judá” e fez com que eles pedissem que Davi voltasse: “Volta tu com todos os teus servos” (2 Sm 19:14). Isso ilustra a fé do remanescente judeu em um dia vindouro que irá clamar, “Volta-Te, Senhor, livra a minha alma” (Sl 6:4; 80:14; 90:13 etc.).

“Então o rei voltou, e chegou até ao Jordão; e Judá veio a Gilgal, para ir encontrar-se com o rei”. Isso ilustra a vinda de Cristo — a Manifestação. É significativo que o povo foi a “Gilgal” encontrar-se com Davi, pois Gilgal nos fala de julgamento próprio (Josué 5). Isso aponta para o fato de que quando o Senhor aparecer, os judeus prantearão em arrependimento ao vê-Lo (Zc 12:9-14). Davi foi recebido pelo povo e então passou a reinar sobre eles como seu rei de direito. Seu reino, e de seu filho Salomão, são uma figura de Cristo reinando no Milênio — primeiro com o Rei guerreiro e depois como o Rei de paz.




Postagens populares