Tradução em andamento do livro “A Dispensational or a Covenantal Interpretation of Scripture - Which is the Truth?” por Bruce Anstey
Este livro encontra-se em processo de tradução, portanto para uma leitura mais ordenada sugiro que comece pela postagem mais antiga no Arquivo da coluna da direita.

JOAO 20-21

Nas três manifestações finais do Senhor ressurreto no Evangelho de João encontramos outra figura dos desígnios dispensacionais de Deus. A primeira destas cenas aparece no cenáculo ou andar superior (Jo 20:19-23; At 1:13; 20:8). Trata-se da cena que representa a assembleia cristã. Observamos nelas diversos elementos que identificam o verdadeiro cristianismo: 

  • Eles estão congregados “no primeiro dia da semana” (Jo 20:19; At 20:7; 1 Co 16:2).
  • Eles mantêm sua separação dos judeus (Judaísmo) — “cerradas as portas” (Jo 20:19; Hb 13:10).
  • O Senhor foi visto “no meio” (Jo 20:19; Mt 18:20).
  • Ele ministrou “paz” e felicidade a eles (Jo 20:19; 1 Ts 1:6).
  • Eles foram comissionados a pregar o evangelho — “Eu vos envio a vós” (Jo 20:21; Lc 24:47).
  • Eles receberam o “Espírito Santo”, por meio do qual estavam conectados com o Senhor em vida ressurreta (Jo 20:22; 1 Ts 4:8).
  • Eles receberam poder para “perdoar” e para “reter” pecados na esfera administrativa (Jo 20:23; 1 Co 5:4, 12-13; 2 Co 2:6-11).
A segunda cena, em conexão com Tomé, representa a conversão do remanescente judeu em um dia vindouro (Jo 20:24-31). Enquanto os dez apóstolos experimentavam a maravilhosa experiência de virem o Senhor em seu meio, Tomé estava ausente e permanecia na incredulidade. Tomé disse “de maneira nenhuma o crerei” (Jo 20:25). Ele é uma figura dos judeus atualmente; enquanto os cristãos estão desfrutando de suas bênçãos com Cristo, os judeus estão fora de tudo isso em uma cega incredulidade.

Após oito dias o Senhor apareceu mais uma vez no meio dos Seus e mostrou Suas mãos e Seu lado a Tomé, dizendo a ele: “Não sejas incrédulo, mas crente” (Jo 20:27). De maneira similar o Senhor aparecerá para o remanescente de judeus e mostrará a eles as marcas do Seu sofrimento e morte. Deus irá então derramar sobre eles o espírito de graça”, e eles olharão para Ele, “a quem traspassaram” (Zc 12:10; Jo 19:37). Quando Tomé viu a evidência da morte do Senhor, exclamou a Ele: “Senhor meu, e Deus meu!” (Jo 20:28). O remanescente de judeus fiéis no futuro irá reconhecer o Senhor da mesma maneira, dizendo, “Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará; este é o Senhor” (Is 25:9).

A terceira cena ocorre no mar de Tiberíades. Trata-se de uma figura do remanescente de Israel sendo restaurado ao Senhor, e então sendo usado para levar bênção às nações gentias durante o Milênio (Jo 21:1-25). Ela começa com Pedro e os discípulos que foram pescar no mar, e passam pela experiência de testemunharem do poder e graça do Senhor manifestados a eles por meio de uma enorme quantidade de peixes. Trata-se de outra figura da manifestação do Senhor aos judeus em Sua vinda. Então eles, assim como João aqui, dirão: “É o Senhor!” (Jo 21:7a; Is 25:9). E, assim como Pedro, que se lançou ao mar para chegar até o Senhor, o remanescente será atraído ao Senhor (Jo 21:7b; Os 6;1). “Os outros discípulos”, que são uma figura do remanescente das dez tribos, seguiram Pedro até onde o Senhor estava. Eles trouxeram com eles “a rede cheia de peixes” que haviam tirado do mar. Isto é uma figura da conversão dos gentios no início do Milênio (Ap 7:9; Is 60:1-16; Zc 8:23). O número de peixes que havia na rede era de “cento e cinquenta e três” (Jo 21:11). É interessante e significativo que a espécie humana aparentemente foi dividida em 153 tribos e povos e nações, como está registrado nos primeiros capítulos de Gênesis. Mas aqui vemos uma figura de todas aquelas nações e tribos sendo colocadas sob o domínio do Senhor (Sl 47:9; Zc 2:11).

Então o Senhor restaurou publicamente a Pedro e o comissionou para um trabalho a ser feito com Suas ovelhas (Jo 21:15-19). Isto nos fala do Israel restaurado sendo usado pelo Senhor para apascentar e ensinar as nações (Is 2:3; 61:6). Prefigura também a obra de Israel no dia milenial.

* * * * *

Assim, nestes muitos esboços extraídos dos Evangelhos temos uma abundância de ilustrações figuradas que confirmam o modo dispensacional de Deus agir. Esta não é, de maneira nenhuma, uma lista completa desses esboços, pois poderiam ser acrescentados outros.




Postagens populares