Tradução em andamento do livro “A Dispensational or a Covenantal Interpretation of Scripture - Which is the Truth?” por Bruce Anstey
Este livro encontra-se em processo de tradução, portanto para uma leitura mais ordenada sugiro que comece pela postagem mais antiga no Arquivo da coluna da direita.

OS QUATRO PILARES DA VERDADE DISPENSACIONAL

OS QUATRO PILARES DA VERDADE DISPENSACIONAL

Como já foi mencionado, a verdade dispensacional envolve a suspensão das tratativas de Deus para com Israel por terem rejeitado a Cristo, o Messias, e o início de um chamamento celestial de pessoas, pelo evangelho, para formarem a Igreja. Depois disso Deus voltará a tratar com um remanescente de Israel para introduzi-lo na bênção juntamente com as nações gentias durante o reino milenial de Cristo. Portanto, poderíamos dizer que a presente vocação da Igreja é um parêntese celestial nas tratativas terrenas de Deus para com Israel.
Havendo declarado esta simples sequência de eventos concernentes a Israel e à Igreja no modo de Deus agir, a pergunta que naturalmente surge é: “Como sabemos que esta ordem de coisas é correta?”. A resposta é que a Palavra de Deus a indica em muitos lugares. A rigor, o grande teste para sabermos qual é verdadeiro — Dispensacionalismo ou Teologia Reformada do Pacto —é verificar se encontra respaldo na Palavra de Deus, nossa única autoridade. Tendo isto em mente, podemos citar uma lista de professores bíblicos do passado e do presente que adotam diferentes lados nesta questão, alguns professando uma visão dispensacional, outros da Teologia do Pacto. Já que estas duas visões se opõem, ambas não podem ser verdadeiras. Todavia, não é o que os homens dizem a respeito do assunto que deveria determinar a posição que adotamos, mas sim o que a Palavra de Deus diz. Ao longo de suas páginas encontramos testemunho após testemunho do Dispensacionalismo como sendo a verdade, e nos surpreende que alguém possa ler as Escrituras com seriedade e deixar isso passar. Dos claros ensinos do apóstolo Paulo em suas epístolas aos tipos no Antigo Testamento, passando pelas figuras apresentadas nos evangelhos, o ensino deste assunto é abundante e confirma que realmente existe uma ordem dispensacional no modo de Deus agir. Os teólogos do Pacto irão negar, mas só estarão negando as esmagadoras evidências das Escrituras.
Gostaríamos agora de demonstrar isto levando nossos leitores através de várias passagens que mostram esta ordem dispensacional. Para auxiliar na compreensão desta ordem simples, assinalamos quatro características evidentes dela. Nós as chamamos de “Os Quatro Pilares da Verdade Dispensacional”. São eles:
  1. As profecias do Antigo Testamento indicam que ocorreria uma interrupção ou suspensão no modo de Deus agir para com Israel em razão da rejeição dos judeus de seu Messias, e que mais tarde Deus voltaria a tratar com eles em um tempo futuro.
  2. As Escrituras do Antigo Testamento também declaram que, como consequência da rejeição dos judeus de seu Messias, eles seriam espalhados por todo o mundo por um juízo administrativo ou governamental de Deus, e que por muitos séculos seriam um povo sem um país.
  3. As Escrituras também indicam que nesse interim Deus iria voltar Sua atenção para os gentios a fim de chamar de entre eles crentes no Senhor Jesus Cristo para serem parte de uma nova companhia de pessoas abençoadas, chamada de Igreja, a qual é o corpo e noiva de Cristo. Isto não significa que no tempo presente Deus não salve judeus que creiam e os introduza na Igreja — com certeza Ele faz isso (Tm 11:1-5; Gl 6:16; Ef 2:14-16), mas o seu foco durante o tempo presente está predominantemente nos gentios (At 13:44-48; 15:14; 28:23-29). O propósito desse esforço não é fazer com que crentes gentios substituam Israel (como alguns cristãos erroneamente pensam), mas formar uma companhia celestial totalmente nova de crentes, a qual possui suas próprias bênçãos e privilégios que são distintos, e também uma vocação e destino celestiais.
  4. As Escrituras indicam que após este atual intervalo Deus irá voltar a tratar com Israel e os abençoará de forma literal em conformidade com as promessas que fez aos Patriarcas e às visões que deu aos profetas daquele povo. Um remanescente de todas as doze tribos será restaurado ao Senhor e abençoado na terra em sua pátria durante o reino de Cristo.



Postagens populares